sexta-feira, 30 de maio de 2008

Palavrinhas Mansas

Elas trouxeram aqui.
Fizeram-me feliz e após ter medo.
Conflitos e certezas, doces deletérios.
Tão doces como as palavrinhas mansas.

Já não são mais doces,
são amargas, são distantes,
estão perto e ao mesmo tempo tão longe.
É falta de tempo, falta de vontade,
outrora é vontade demasiada,
mas é uma perda de tempo.

Insistir nesse mundo porque?
Pensar nisso?
É tão surreal, impossível...
Calmo, tranqüilo, lindo e saboroso.
Afável? Nem tanto, já foi mais.

Palavrinhas mansas,
inconsciência e conseqüência.
palavrinhas mansas,
consciência e inconseqüência.
Palavrinhas mansas.





[Coldplay mais uma vez com a música da postagem, hoje é "Fix You", o clima dessa música tem tudo a ver com o "poema" acima. Após comprar um "box" com 2 cds e 1 dvd desses "gajos" é só isso que consigo escutar ultimamente.]



Tá se bem! Palavrinhas mansas = Coldplay
Foi bom te ver, que isso aconteça mais vezes...
Até a próxima!

3 comentários:

marília disse...

"Poetando" bastante, hein, moço?
Folgo em saber.
Beijo

Fê_Notável disse...

poema é perfeito e a combinação com fix you foi simplesmente espetacular!!!!!! Estava na aula de ontem pensando sobre as palavras que cruzam minha mente e acho que seu poema sou expressar aquilo que sinto! =D
amei!
Beijos

____
PS: Agora fiquei com vontade de ouvir coldplay...

JOY disse...

Gostei do seu blog, interessante, "coldplay" realmente é mto bom!
Bjos e boa noite